Ilustração estratégia de preços

Como definir uma estratégia de preços para sua distribuidora

Não é segredo que o papel da cadeia de distribuição desempenha um papel vital na economia do Brasil. No entanto, a receita para estas empresas pode ser escassa e variar bastante.

Embora vários fatores possam afetar o potencial de receita, um dos fatores mais importantes é a estratégia de preços que seus proprietários e gestores utilizam.

Se sua empresa está apenas começando ou se você está pronto para impulsionar as vendas, chegou a hora de saber qual é a melhor estratégia de preços que sua empresa pode praticar.

UPlaces - Catalogo online - Grátis
UPlaces – Catalogo online – Grátis

O que é uma estratégia de preços e por que ela é importante?

Em resumo, uma estratégia de preços se refere aos vários métodos que as empresas usam para precificar seus produtos ou serviços. É um termo abrangente que pode explicar coisas como:

  • Condições de mercado
  • Ações que os concorrentes realizam
  • Segmentos de conta
  • Margens comerciais
  • Custos de entrada
  • Capacidade de pagamento dos consumidores
  • Custos de produção e distribuição
  • Custos variáveis

Escolher o preço certo para um produto permitirá maximizar as margens de lucro, se é isso que você deseja fazer. Ao contrário da crença popular, as estratégias de preços nem sempre são sobre margens de lucro. Por exemplo, você pode optar por definir o custo de um bem ou serviço a um preço baixo para manter sua participação no mercado e impedir que os concorrentes invadam seu território.

Nesses casos, você pode estar disposto a sacrificar as margens de lucro para se concentrar em preços mais competitivos. Mas você deve ter cuidado ao se envolver em uma ação como esta. Embora possa ser útil para os seus negócios, também pode acabar prejudicando sua empresa.

8 estratégias de preços para considerar na sua distribuidora

Aqui estão oito estratégias de preços diferentes que você pode considerar na sua empresa.

1. Preços para entrada no mercado

Como proprietário ou gestor, você provavelmente está procurando maneiras de entrar no mercado e fazer com que seu produto se torne mais conhecido. As estratégias de penetração visam atrair compradores, oferecendo preços mais baixos do que os concorrentes.

Por exemplo, imagine que um concorrente venda um produto por R$100,00. Você decide vender o produto por R$ 95,00, mesmo que isso signifique perder margem de venda.

As estratégias de preços de penetração desviam a atenção de outras empresas e podem ajudar a aumentar o reconhecimento e a lealdade da marca, o que pode levar a contratos de longo prazo.

O preço da penetração também pode ser arriscado, pois pode resultar em uma perda inicial de receita para os negócios. Com o tempo, no entanto, o aumento da conscientização pode gerar lucros e ajudar as pequenas empresas a se destacarem da multidão.

2. Preços por eficiência

Essa estratégia de preços é uma abordagem “enxuta” que envolve minimizar ao máximo as despesas de marketing e produção.

Utilizado por uma ampla gama de empresas, especialmente fornecedores de alimentos e varejistas, os preços baseados na eficiência visam atrair os consumidores mais preocupados com preços.

Devido ao menor custo das despesas, as empresas podem definir um preço de venda mais baixo e ainda gerar lucro.

Embora esta estratégia seja incrivelmente útil para grandes empresas como Walmart e Amazon, a técnica pode ser perigosa para pequenas e médias empresas. Como as pequenas e médias empresas carecem do volume de vendas dessas grandes empresas, elas podem achar um desafio reduzir os custos de produção.

3. Preços “Premium”

Com preços premium, as empresas estabelecem custos mais altos porque têm um produto ou marca exclusiva com a qual ninguém pode competir.

Você deve considerar o uso dessa estratégia se tiver uma vantagem competitiva considerável e souber que pode cobrar um preço mais alto sem ser prejudicado por um produto de qualidade semelhante.

Como os clientes precisam perceber que os produtos valem o preço mais alto, uma empresa precisa trabalhar duro para criar uma percepção de valor. Além de criar um produto de alta qualidade, os proprietários devem garantir que a embalagem do produto, a localização da empresa e a estratégia de marketing associada ao produto sejam combinadas para oferecer suporte ao preço premium.

Um exemplo de preço premium é visto na indústria de carros de luxo. Empresas como a Tesla podem usar esta estratégia com preços mais altos porque estão oferecendo produtos, como carros autônomos, que são mais exclusivos do que qualquer outra coisa no mercado.

4. Redução de preços

Projetada para ajudar as empresas a maximizar as vendas de novos produtos e serviços, a redução dos preços envolve a definição de taxas altas durante a fase inicial de um produto.

A empresa reduz os preços gradualmente à medida que os produtos concorrentes aparecem no mercado. Um exemplo disso é visto com a introdução de novas tecnologias, como uma TV 8K, quando atualmente existem apenas TVs 4K e HDTVs no mercado.

Um dos benefícios da redução de preços é que ela permite que as empresas maximizem os lucros dos adotantes iniciais antes de reduzir os preços para atrair consumidores mais sensíveis aos preços.

A redução de preços não apenas ajuda uma pequena empresa a recuperar seus custos de desenvolvimento, mas também cria uma ilusão de qualidade e exclusividade quando você apresenta seu produto ao mercado pela primeira vez.

5. Preços psicológicos

Os preços psicológicos se referem às técnicas que os profissionais de marketing usam para incentivar os clientes a responder com base em impulsos emocionais, em vez de lógicos.

Por exemplo, estabelecer o preço de um produto em R$ 199 é comprovado para atrair mais consumidores do que R$ 200, mesmo que a diferença real aqui seja bastante pequena.

Uma explicação para essa tendência é que os consumidores tendem a colocar mais atenção no primeiro número de um preço do que no último. O objetivo dos preços da psicologia é aumentar a demanda, criando uma ilusão de maior valor para o consumidor.

6. Preços por pacotes de produtos

Com esta estratégia, as empresas vendem vários produtos por uma taxa mais baixa do que os consumidores enfrentariam se comprassem cada item individualmente. Um exemplo útil disso ocorre no restaurante de fast food, onde é mais barato comprar uma refeição do que comprar cada item individualmente.

O pacote de mercadorias não é apenas uma maneira eficaz de reduzir o estoque, mas também pode aumentar a percepção do valor aos olhos de seus clientes. Os clientes sentem que estão recebendo mais pelo seu dinheiro.

Muitas empresas optam por implementar essa estratégia no final do ciclo de vida de um produto, especialmente se o produto estiver com vendas “encalhadas”.

Os proprietários e gestores devem ter em mente que os lucros obtidos com os itens de maior valor devem compensar as perdas sofridas pelo produto de menor valor. Eles também devem considerar o quanto economizarão em sobrecarga e espaço de armazenamento, priorizando os produtos mais antigos.

7. Preços por localização

Se você expandir seus negócios por linhas estaduais ou internacionais, precisará considerar o preço por localização.

O preço por localização envolve a definição de um preço com base no local onde é vendido. Os fatores para as mudanças nos preços incluem impostos, tarifas, custos de remessa e aluguel específico do local.

Outro fator no preço por localização pode ser a oferta e demanda.

Por exemplo, imagine que você vende roupas esportivas. Você pode optar por definir um preço mais alto para roupas de inverno nas lojas de clima frio do que nas lojas de clima quente. Você sabe que é mais provável que as pessoas comprem as roupas nos ambientes de inverno, portanto, você define um preço mais alto para aproveitar a demanda.

8. Preços promocionais

O preço promocionais envolve oferecer descontos em um produto específico. Por exemplo, você pode fornecer a seus clientes vouchers ou cupons que lhes dão direito a uma certa porcentagem do bem ou serviço. Você também pode participar de uma campanha “Compre um e receba outro”, oferecendo um produto adicional como complemento.

Campanhas de preços promocionais devem ser de curto prazo.

Por exemplo, você pode executar uma estratégia de preços promocionais durante um feriado prolongado, como no Natal.

Ao oferecer essas ofertas como ofertas de curto prazo, os empresários e gestores podem gerar entusiasmo sobre um produto. Os preços promocionais também incentivam os clientes a agir agora antes que seja tarde demais. Essa estratégia de preços afeta o medo do consumidor de perder uma oportunidade.

UPlaces - Pedidos por aplicativo
UPlaces – Pedidos por aplicativo

Acompanhe os seus resultados

Depois de determinar a estratégia de preços correta, suas margens de lucro deverá aumentar.

Para isso tenha certeza de que está usando uma solução de gestão de pedidos confiável para acompanhar os dados de vendas.

UPlaces facilita o monitoramento de dados de vendas relevantes e o gerenciamento do fluxo de pedidos em um único local. Esses dados permitem avaliar continuamente seu método de precificação para que você possa fazer cotações e alterações de preços em tempo real, expandir seus negócios e melhorar o sucesso do cliente.

Compartilhe nas suas redes sociais
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Falta pouco para você se tornar um parceiro UPlaces!

Informe os dados abaixo para que possamos entender melhor o seu ramo de atuação e possibilidade de se tornar nosso parceiro.